sábado, 29 de agosto de 2009

Agua-te boca

Por ele


Uma enorme figurante às avessas
Dor que ludicamente arrepia
Ilustrando uma forte aventura
Saudade em cada ponto sensorial
Que fazem cócegas
Que dá vontade de ir buscar pra trazer comigo
Pra contigo esconder
Embaixo de papéis de cobertores
Numa tarde de coisa nenhuma pra se fazer
Pra quem cegamente nos lê.
Vontade de girar,e fazer rodar
Pra cair tudo em cima de mim,junto de ti
E dos abraços e do que falo:
Uma mordida leve no lábio inferior
Pertencente a mim
De um jeito nada fatigado.
Que me deixou te olhando com vontade.
De recém-instigado
A viver mais,caído esborrachado
No chã que vislumbra o teu teto
Da tua boca que vi.
Salivo um sabor aquilatado por ti


Por ela

Ai!
Sinal de calafrios novamente
Delineio teu andar eterno em busca de mim.
Ensino-te a não ficares somente no papel
Necessito sentir-te depois do temporal
Muitos dias assim,declaro-te
Se a saudade de ti ainda não me destruiu
É porque esse sentimento será reedificado
Com andares altos para que possamos olhar para o céu,de perto.
Sentir estrelas,no céu da tua boca
Um gosto de céu nos meus lábios
Rastos de vontade
Aroma de quadro de pintura com luar
És infinito.
Tens cor,paladar...
Uma fenda,uma direção,uma demora
O encanto,girassol,uma rede na varanda
Nossos braços,dados.
E os olhos pegando no sono
Depois do encontro dos nossos lábios
Espero por nóis dois
Amor feito de peças de quebra-cabeça
Olho para o céu.
Ele está sorrindo...
Embalado pela dança de nossos corpos
Essa noite está silenciosa,por hora.
Sem acordes...
Mas todos podem ouvir ou suspirar desse desejo
Sabor,cor e tom
A tua falta que o sonho ancorou...
Pintando as nossas lembranças
No mar desse amor.

6 comentários:

Jéssica Correia disse...

Nossa,que poema lindo Carol!
Tanto esse quanto o de baixo maravilhoso!

Maria disse...

Lindo,lindo e lindo

Nathália Vargas disse...

Que poema romântico e lindo,parabéns!

DriM's.Ateliê disse...

Olá! sou do interior de SP!
:)))

gabi disse...

Liiiiiiiiiiiiiindoo carol!

Erica Ferro disse...

Oh! Que alegria saber que você gosta dos meus poemas. Bom saber que as pessoas se identificam com o que a gente escreve.
Esse aí que você postou hoje fiz numa quinta feira apaixonada. :D

;*